Fui demitida(o) e agora?

Fui demitida(o) e agora?
outubro 22 12:08 2015 Imprimir Este artigo

Essa foi a frase que ouvi de uma Coachee, ontem a tarde. Então para ela e outras pessoas que estão passando por essa fase, ficam algumas dicas!

Se você ainda não passou por essa experiência, um dia passará! São ciclos e de tempos em tempos fechamos nosso ciclo profissional em uma empresa ou instituição.

Embora seja uma situação um tanto que traumática, não caia em depressão, e lembrando a frase da música,  Amor pra recomeçar – de Frejat, “ se for pra ficar triste que seja por um dia e não o ano inteiro”  ,  levante-se  e reaja rapidamente!

Minhas dicas:

Acorde Cedo:  acorde no mesmo horário que acordaria para ir trabalhar, seu travesseira só irá encher sua cabeça de pensamentos negativos. Espante-os com o otimismo para se recolocar muito em breve.

Não tire férias e nem conte com o seguro desemprego: muitos profissionais acabam tirando férias, “dando um tempo”. O dinheiro que só sai,  acaba muito rápido, e o seguro desemprego não é um dinheiro extra e sim uma renda mínima para complementar o período em que está sem a sua renda fixa – o salário. Então organize-se para o período em que ficar fora do mercado e sem receita financeira, ou seja, nada de despesas extras e desnecessárias.

Conte com a sua rede de contatos: Embora a frase, estou desempregado espante qualquer rodinha de amigos, não tenha vergonha desse momento. Anuncie aos seus colegas, amigos, familiares que está disponível no mercado, em busca de uma nova oportunidade. Porém, não jogue a responsabilidade nas mãos deles, nada de pensar que seu amigo irá te arrumar um vaguinha na empresa dele!

Vá a luta: Cadastre-se nos sites de recolocação, busque as redes sociais, ligue para empresas do mesmo ramo de atividade em que atuava anteriormente, fale com fornecedores ou parceiros da sua rede de contatos, encaminhe currículos.

Não se desespere:  Não precisa aceitar a primeira proposta que receber. Organize suas finanças de forma que consiga viver com o que tem entre 2 à 4 meses ( tempo médio para uma boa recolocação); avalie bem as propostas para não entrar em uma fria.

Vá a luta e sucesso!

veja mais artigos

Sobre o Autor

Pedro Rodrigues - Coach de Carreira
Pedro Rodrigues - Coach de Carreira http://www.coachdecarreira.com.br

Pedro Eduardo Rodrigues Coach e consultor de imagem Administrador, com vivência de 20 anos em Recursos Humanos, Personal Professional Coach pela SBCoaching e Consultor de Carreira e Imagem. MBA em Gestão Empresarial Estratégica pela Universidade de São Paulo e docente do Módulo de Recursos Humanos no Senac/SP. Colunista do Portal Catho - Carreira e Sucesso e Co-autor do Livro Team & Leader Coaching. Desenvolveu sua carreira em empresas como Schahin Engenharia, Ibope e GRSA.

Ver Mais Artigos

Seja o primeiro a comentar. Vamos adorar!

Você pode ser o primeiro a escrever um comentário .

Adicionar um comentário

Deixe uma resposta