Qual é o teu rumo?!

Qual é o teu rumo?!
outubro 13 22:01 2015 Imprimir Este artigo

Você sabia que milhares e milhares de pessoas simplesmente não sabem para onde estão caminhando frente ao seu desenvolvimento pessoal ou profissional, por não saberem o que querem da vida?

Napoleon Hill, que foi um dos homens mais influentes na área de desenvolvimento pessoal, após estudar a vida de mais de 16 mil pessoas, ao longo de 20 anos, descobriu que 95% das pessoas se quer tinham um propósito de vida definido!

E você? Qual é o seu objetivo de vida? Quais são os seus sonhos? Qual é o teu rumo? O que guia você? Por que propósito você vive? Qual é a sua missão de vida? Onde você vai chegar? Qual é a sua visão de futuro? O que você quer ter ou ser daqui há 5 anos! Quais são os seus motivos? O que verdadeiramente motiva você?

Tais perguntas buscam uma reflexão muito simples: o real motivo pelo fracasso está diretamente associado a falta de rumo! Está associado com a falta de projetos de vida, com objetivos claros e muito bem definidos. Quando não definimos a direção de nossa evolução, obviamente qualquer caminho serve, e assim perdemos muito tempo, dinheiro, saúde, relacionamentos, empregos, empresas e energia nos desgastando com coisas que nos levam a várias direções.

Entenda que todas as vezes que você sente que a sua vida está sem rumo, que a sua carreira profissional não evolui, que seus relacionamentos estão perdidos, perceba que seus propósitos não estão bem definidos! O que você sente? Insegurança? Falta de poder? Indecisão? Fraqueza?

Em minhas palestras conheço pessoas de todos os níveis. Aquelas com resultados acima da média, que possuem uma visão extremante clara do que querem, onde irão chegar e o que terão que fazer para alcançar seus objetivos. Mas, infelizmente, conheço muitas (a maioria delas) que possuem um nível de insatisfação gigantesco. Reclamam da vida, da economia, do governo, contam histórias, acreditam em justificativas para a sua falta de sorte, e possuem fortes crenças que estão fadadas ao fracasso e a escassez.

Tais pessoas, sabem exatamente aquilo que não querem da vida! Sabem perfeitamente aquilo que não desejam. Não desejam mais sofrer, não desejam mais ficar sem dinheiro, não desejam o emprego atual, não desejam os relacionamentos familiares, de amizade e amorosos que possuem hoje. Ufa! Quantas lamentações…

Quando pergunto a estas pessoas: “Mas o que você quer? O que realmente você deseja da vida? O que você gostaria de ter no lugar? Qual o seu propósito de vida?”, elas não sabem responder!

A maioria de nós sabe claramente o que não queremos, mas raramente sabemos aquilo que queremos!

Você sabe por que isso acontece? Porque além de não terem um projeto de vida pessoal e profissional bem definido, tais pessoas não focam seus esforços em seus verdadeiros talentos naturais!

Quando colocamos foco no que realmente gostamos de fazer, é bem provável que estamos lançando mão dos nossos talentos. Neste momento nossos esforços se concentram para algo que realmente faz sentido para nós. Cria-se assim, em nossas mentes, uma forte conexão com nossos valores pessoais.

Qual é o seu verdadeiro talento? O que você realmente faz com prazer, muito prazer? Volto a perguntar: o que motiva você?

Peço que reflita: defina seu rumo! Escreva seus objetivos. Comece com metas de curto prazo, mas tenha um grande propósito de vida. Descubra claramente para que você vive? Quais são seus sonhos mais audaciosos…

Feito isso, crie seu plano de ação. Busque foco e gere ação. Mas entenda que o seu plano de ação tem que estar fortemente pautado em coisas que realmente motivam você, que você goste, ou seja, foco nos seus talentos.

Busque viver pelos seus mais profundos propósitos, utilizando seus talentos na potencialidade máxima!

Ah… me conte os resultados.

veja mais artigos

Sobre o Autor

Marco Meda
Marco Meda http://leadermind.com.br

Escritor, Coach e Leader Trainer

Ver Mais Artigos

Seja o primeiro a comentar. Vamos adorar!

Você pode ser o primeiro a escrever um comentário .

Adicionar um comentário

Deixe uma resposta