A chave do sucesso no empreendedorismo em TI está aqui: saiba como desenvolver todo o potencial e converter-se em expert no assunto

dezembro 15 13:24 2016 Imprimir Este artigo

O ramo da Tecnologia de Informação, conhecido como TI, é uma das áreas mais promissoras da atualidade. Isso porque, assim como os meios de comunicação, a tecnologia vem ganhando cada vez mais espaço e importância. O mundo moderno é movido pelo novo e pelo prático. Por esses e outros motivos, o empreendedorismo em TI pode ser uma ótima alternativa para os profissionais que estão dispostos a se dedicar com verdadeira paixão ao trabalho.

Atualmente, muitos profissionais de TI não se sentem satisfeitos com cargos de subordinação em uma única empresa, o que os levam a investir na própria carreira e começar seu próprio negócio de maneira mais independente. Esses fatores acabaram dando forças ao empreendedorismo em TI.

O empreendedorismo, de maneira geral, é como uma aventura. E embora muitos se sintam inseguros e tenham medo de se arriscar, ninguém nasce com o “dom” de realizar empreendimentos bem-sucedidos: tudo é uma questão de estudo e muita força de vontade de aprender e experimentar. A ideia lhe parece interessante? Então, continue conosco!

Escolhendo uma área de atuação

De maneira geral, o empreendedorismo em TI pode seguir por quatro caminhos diferentes. Confira:

  1. Startup: embora represente um ambiente de incerteza, investir em uma startup pode ser altamente lucrativo, rentável e o melhor de tudo: com custos baixíssimos. Definidas por trabalhos onde possam ser criadas e desenvolvidas soluções ou aplicações replicáveis (que podem ser vendidas várias vezes, sem a necessidade de adaptações significativas), esse modelo de investimento se popularizou com a chegada da internet. No empreendedorismo em TI, a startup representa oportunidades de trabalhar com ideias inovadoras e criativas, o que pode ser um grande desafio – mas é uma das principais apostas dos profissionais da área.
  2. Autônomo: profissionais com alto grau de conhecimento podem ser requisitados por diferentes empresas como consultores, o que pode resultar em uma “carreira solo” e autossuficiente. Esse tipo de empreendedorismo em TI exige muito estudo e um nível avançado de especialização. As principais funções solicitadas são a criação e o planejamento de sistemas integrados de gestão, envolvendo diferentes áreas como contabilidade, recursos humanos, marketing, softwares para tomadas de decisões e muito mais.
  3. Empreendedor corporativo: empreender alocado a uma empresa ou corporação pode ser uma rota bastante atrativa para os profissionais de TI. Nesse caso, a função do profissional será auxiliar a empresa com ideias estratégicas para que ela possa evoluir, tanto interna como externamente. Para prestar consultoria com excelência, é necessário conhecer diversos setores tecnológicos e contribuir com alternativas que promovam a agilidade dos processos e reduza custos. Equilibrando conhecimentos de Big Data com arquitetura de soluções e segurança, esse empreendedor precisa estar em constante aprendizado.
  4. Montar uma empresa: talvez a alternativa mais desafiadora do empreendedorismo em TI, montar uma empresa exigirá plano de negócios, investimento inicial e outros procedimentos. O foco da empresa poderá ser terceirização de equipes forenses, tratamento de dados não estruturados, softwares de segurança, arquitetura de soluções, capacitação especializada, dentre outras possibilidades. O mais indicado é reunir um grupo de profissionais especializados em diferentes áreas de TI e que possam somar suas habilidades para oferecer serviços completos ao público.

Pré-requisitos de um bom empreendedor

Como já mencionado anteriormente, ninguém nasce sabendo como empreender, muito menos em uma área tão complexa como o empreendedorismo em TI. Contudo, existem alguns pré-requisitos básicos para que você possa se tornar um bom empreendedor:

  • Disponibilidade para estudar e acumular conhecimento técnico.
  • Capacidade de se dedicar totalmente ao negócio que se propõe a trabalhar.
  • Saber reconhecer riscos e avaliá-los racionalmente.
  • Estar aberto para aprender experimentando.
  • Ser capaz de manter os pés no chão e reconhecer quando uma ideia não deu certo.

Identificou-se com todas essas características? Ótimo!

Não se encaixa no perfil? Então, a grande questão é: você estaria disposto a mudar alguns aspectos do seu caráter pela sua carreira? Pode ser um grande desafio… Mas confira, a seguir, algumas das vantagens ao se tornar um empreendedor em TI pode trazer.

Motivos para ser um empreendedor em TI

  • Investimento flexível: o empreendedorismo em TI possui várias opções de atuação, o que possibilita trabalhar com diferentes valores de investimento inicial na hora de começar o seu negócio. Tudo dependerá da área escolhida e do suporte necessário para começar.
  • Diferentes campos de atuação: a Tecnologia de Informação pode englobar diversas áreas de atuação. O profissional de TI pode trabalhar com programação, suporte para pacotes de software, manutenção hardware (computadores e outros), fazer consultoria de projetos para diferentes empresas, oferecer treinamentos, montar lojas virtuais e muito mais.
  • Formação: embora o Ensino Superior em Tecnologia da Informação possa agregar muitos conhecimentos, é possível atuar no ramo mesmo sem faculdade. Contudo, o estudo e a dedicação fazem toda a diferença quando se fala em empreendedorismo em TI. Além de fazer cursos e participar de palestras, o profissional deverá ser autodidata e procurar se manter sempre atualizado.
  • Economia: para investir em TI, muitas vezes podem ser evitados os altos custos de manter uma empresa aberta, diferentemente de outros ramos de atividade. Isso é uma vantagem para os profissionais que estão começando e precisam se estabilizar no mercado o quanto antes.
  • Versatilidade: quanto mais diversificados forem os conhecimentos dos empreendedores, maiores as chances de sucesso. O empreendedorismo em TI pode se basear em uma empresa que, além das vendas, consegue oferecer suporte, treinamento e consultoria para pessoas físicas e empresas interessadas.
  • Oportunidade de abrangência: o mercado da tecnologia não para de crescer. Por isso, os empreendedores na área de TI contam com a possibilidade de expandir seus caminhos, além de manter clientes em diversos locais do Brasil e do mundo utilizando diferentes recursos.

Como se tornar um expert em Tecnologia da Informação

Não existe nenhuma fórmula mágica que transforme um estudante ou curioso em um especialista da noite para o dia. Contudo, existem algumas dicas simples que, colocadas em prática, podem transformar qualquer carreira.

Fazer bons cursos e se dedicar aos estudos é fundamental. Manter-se sempre atualizado e disposto a aprender também são características indispensáveis para um empreendedorismo de TI de sucesso. Leia, pergunte, aprenda. Confie em sua própria capacidade e habilidades. E, caso queira saber mais sobre empreendedorismo e outros assuntos relacionados, continue acompanhando nossas postagens. Nossa missão é mantê-lo informado!12

Source: Coach Luiz Dias

  Tags desta publicação:
  Categorias:
veja mais artigos

Sobre o Autor

Luiz Dias
Luiz Dias http://luizdias.com

Luiz Dias é Coach especialista na área de TI, empreendedor a 20 anos e CEO da Allanis Networks, Coautor do Livro Qualidades de um grande Líder e Manual do Crescimento, e vive sua paixão. Criou o Programa Líder Excepcional em TI,onde capacita profissionais de TI a terem sucesso pessoal e profissional como Líder. É palestrante, especializado em liderança, Carreira, mudança de comportamento e empreendedorismo.

Ver Mais Artigos

Seja o primeiro a comentar. Vamos adorar!

Você pode ser o primeiro a escrever um comentário .

Adicionar um comentário

Deixe uma resposta