O que a tristeza nos ensina?

O que a tristeza nos ensina?
novembro 09 10:00 2015 Imprimir Este artigo

Excelente dia!!!!

O que a tristeza nos ensina?
Já pensaram nisso?
Talvez por ninguém querer estar triste e normalmente querermos nos livrar o mais rápido possível dela, muitas vezes não observamos o que ela pode nos trazer de bom, afinal, infelizmente somos ainda seres que se prendem mais ao lado negativo das situações e das pessoas. E cria-se dessa forma uma dicotomia entre o que sentimos e queremos, pois apesar de como eu disse anteriormente, nos fixarmos no lado ruim, ao mesmo tempo queremos nos livrar dele, e o que acontece é que só vamos empurrando pra baixo do tapete as coisas que sentimos e que na verdade precisariam ser trabalhadas com mais cuidado, ou seja, vem a tristeza, me prendo ao negativo, não penso sobre aquilo, arranjo um jeito de tampar a tristeza, continuo vivendo até a próxima.
E dessa forma não olhamos para a cara da tristeza como deveríamos.

O que precisamos entender é que a vida é feita de ciclos, impermanências, mudanças; e que em alguns momentos estaremos alegres e em outros tristes. Faz parte de nossa natureza!!! E não há nada errado nisso!!!
Como valorizar o doce se não experimento o salgado? Como não apreciar a luz se não fosse a escuridão e vice versa?
Então como valorizar a alegria de viver se eu não passo pela tristeza?
A tristeza, essa nobre senhora de contornos cinzas, nos mostra que também existe o azul, o verde, o amarelo!!!
Como em uma pintura, onde o artista mistura diversas cores em diversos matizes, nossa vida também mistura cores, às vezes claras, às vezes escuras, às vezes vivas, às vezes apagadas.
Mas é isso que faz a beleza do quadro e a beleza da vida!!!

Saibamos olhar para o cinza escuro da tristeza e aos poucos irmos o clareando até chegar ao branco, onde poderemos à partir daí colocar novas cores. E como clarearemos?
Creio que a melhor forma de clareamento é a consciência do que te fez triste, o porquê você se deixou entristecer e ter um olhar de misericórdia sobre o outro e sobre você e nunca, mas nunca se fazer de vítima ou cair na culpa caso tenha sido você a causar a tristeza do outro. Dessa forma vamos nos enxergando melhor e estaremos cada vez mais preparados a resistirmos ao que nos fazia tristes e também saberemos como agir para não fazer o outro triste.

Mas lembremos que ela ainda virá, em outras circunstâncias, outros personagens; mas que estejamos prontos a encará-la com amor, pois o amor que doamos a ela é o mesmo amor que temos por nós mesmos!!!
E vamos com alegria (e com tristezas também)!!!!!!!!!!

veja mais artigos

Sobre o Autor

Marcos Costa
Marcos Costa http://marcoscostacoach.com.br/

Profissional e Musical Coaching. Acordar sonhos adormecidos, atingir metas, ser uma pessoa melhor, planejar e ter foco! Isso é Coaching!

Ver Mais Artigos
  1. Ana Maria
    novembro 09, 10:43 #1 Ana Maria

    Como é bom ler um artigo assim. Inspiração para continuar e entender que faz parte ter momentos tristes! As vezes sinto que só eu tenho momentos tristes e o resto do mundo está feliz! Obrigada.

    Reply to this comment
    • Marcos Costa
      novembro 09, 12:10 Marcos Costa

      Grato Ana Maria!!! Hoje há tanta postagem sobre felicidade em redes sociais, que as pessoas estão considerando absurda a possibilidade de momentos tristes. Na verdade só estão tampando suas tristezas!!!! Grande abraço.

      Reply to this comment

Adicionar um comentário

Deixe uma resposta