Olhe para si mesmo

Olhe para si mesmo
outubro 24 09:25 2015 Imprimir Este artigo

Você já parou para pensar no que está acontecendo com você neste momento? Como você está nessa situação? O que fez para que chegasse aí?

Certamente você já se deu conta de que o excesso de foco no que acontece ao seu redor diariamente acaba levando à perda do contato com seu eu interior. As exigências, os desafios, os medos e as incertezas que você enfrenta afetam seu equilíbrio emocional e fazem com que aos poucos você vá se desligando de si mesmo. Para reverter esse quadro e para que você possa se sentir completo, em harmonia com a vida, é necessário exercitar a auto-observação, a contemplação e a compaixão.

Olhe para si mesmo. Você é interação entre corpo e mente. Preste atenção em você, em suas ações, hábitos e atitudes. Isso faz com que você perceba a relação que os acontecimentos têm com os seus valores intrínsecos, ou seja, com aquilo que você valoriza e que dá significado às suas necessidades e frustrações.

Muitas vezes as pessoas limitam suas vidas por crenças que trazem nem sabem de onde. Algumas acreditam, por exemplo, que são incompetentes porque falharam ocasionalmente em algumas tarefas. Outras têm sérios problemas de autoestima baseados em coisas que lhes foram ditas quando crianças.

Infelizmente, as generalizações podem tornar-se profecias autorrealizáveis, pois o subconsciente as introjeta como verdade e as repassa a você sem que você se dê conta. E você passa a agir e a orientar seus hábitos e atitudes baseado nessas crenças. Essa é apenas uma percepção da realidade, mas pode fazer com que você veja alguns problemas como barreiras intransponíveis. Outras pessoas enxergam as mesmas situações como oportunidades, como degraus para o seu crescimento. Tudo é uma questão de ponto de vista. Felizmente não existem limites para a capacidade humana, exceto aqueles que nós mesmos estabelecemos em nossa mente.

A vida reflete a manifestação física dos pensamentos que passam pela sua cabeça. Mas você é mais do que isso. Além dessa capa moldada pela sociedade, a que chamam personalidade, existe uma essência. Consciente de que você é refém da sua personalidade e disposto a se libertar de suas crenças limitadoras, você terá mais probabilidade de entrar em contato com seu eu verdadeiro.

Organize-se para que possa utilizar pelo menos 30 minutos semanais para o seu autoconhecimento. Como disse Lao-Tsé: “Aquele que conhece os outros é sábio. Aquele que conhece a si mesmo é iluminado. Aquele que vence os outros é forte. Aquele que vence a si mesmo é poderoso”.
Dedique esse tempo a si próprio e procure analisar quais são os pensamentos que estão limitando você. Identifique-os e então se pergunte: E se não houvesse isso? Se as coisas fossem diferentes, como seriam no cenário ideal? O que realmente me impede de mudar?

Depois de fazer essa autoanálise, você certamente descobrirá que não é vítima das circunstâncias e sim protagonista da sua própria vida. Sua situação atual é consequência das suas escolhas e pode ser mudada também a partir delas. Então, que ações você escolhe para fazer de hoje um dia especial de sua vida? Segunda-feira é especial para iniciar uma mudança de hábitos. Faça o teste e mantenha-se firme por pelo menos três dias.
Pense e aja. Se precisar de ajuda, me avise. O coaching é um processo especialmente formulado para te levar do ponto A (onde você está hoje) ao ponto B (aonde você quer chegar).

Lembre-se de ser feliz!

Fontes de inspiração: Miguel Lucas (Escola de Psicologia), André Lima (EFT) e Vanda de Carvalho (Revista Progredir –edição no. 25 – fevereiro de 2014).

  Categorias:
veja mais artigos

Sobre o Autor

Jeanine Bellini Guedes
Jeanine Bellini Guedes

Coach, educadora e jornalista.

Ver Mais Artigos

Seja o primeiro a comentar. Vamos adorar!

Você pode ser o primeiro a escrever um comentário .

Adicionar um comentário

Deixe uma resposta