Qual é a sua próxima meta?

Qual é a sua próxima meta?
outubro 30 08:45 2015 Imprimir Este artigo

Você já definiu o que é sucesso para você? Este conceito, extremamente subjetivo, refere-se àquilo que cada indivíduo estabelece como meta para si com base na sua satisfação pessoal. Feche seus olhos por alguns segundos e reflita: qual é o seu ponto ótimo? O que você quer ser e ainda não é hoje? O que você quer fazer e ainda não faz? O que você quer ter e ainda não tem?
Sonhe, porque são os sonhos que nos motivam a novas jornadas e dão sentido às nossas existências. Pode ser que você pense que o seu sonho está muito distante. Não desanime. Toda jornada começa com o primeiro passo. Estabeleça metas graduais que, uma vez cumpridas, lhe levem para mais perto do seu ideal.

Se existe um sonho ou um ideal, metas são essenciais para chegar até ele. Elas são os marcos e os motivadores para cada etapa da jornada. Estudos já demonstraram que estabelecer uma meta comprovadamente melhora o desempenho em mais de 25% e que elas representam o melhor percurso para o nosso destino. Contudo, precisam ser bem formuladas.
É fundamental estabelecer metas específicas e mensuráveis. Quero comprar um sedã médio prata funciona muito melhor do que quero comprar um carro, por exemplo, e você pode verificar o cumprimento da meta ao efetivar a compra, evidenciando seu sucesso. É preciso propor-se metas que sejam atingíveis, realistas e relevantes, que lhe tragam benefícios claros e importantes. Imprescindível também que cada meta tenha um prazo para ser cumprida; um prazo de validade. Por exemplo: Quero comprar um sedã médio prata até o dia 30 de dezembro, para viajar com a família em janeiro com segurança e conforto.

Para o autor Mark Murphy desempenho e resultados superiores são obtidos com metas desafiadoras. Segundo ele, as metas adotadas pelos hiper-realizadores são metas sinceras, animadas, necessárias e difíceis. Vão além das metas ordinárias porque estão vinculadas profunda e emocionalmente com quem as estabelece. As metas desafiadoras tendem a uma necessidade existencial, a um nível de propósito e significado de que é impossível se livrar.

Então, se o seu sonho é como uma causa que você abraça com todas as forças, proponha-se metas desafiadoras. Se ele não está tão distante da sua realidade, mas mesmo assim parece impossível, estabeleça metas parciais, não importa quantas sejam necessárias. Cumpra-as aos poucos, mas consistentemente.
No livro “Conquiste o que você quer”, Stuart Diamond diz que não ter uma meta é como sair de carro sem saber o destino. Sem objetivo não sabemos onde vamos e ficamos à mercê das circunstâncias. As metas levam em direção ao seu objetivo maior e servem, ao mesmo tempo, de motivação para os próximos desafios. A checagem constante das metas é tão fundamental quanto consultar o GPS ou o mapa num local desconhecido.

Avance com uma velocidade adequada ao seu objetivo e à sua saúde. Se necessário, dobre na próxima esquina para retomar o caminho. Também vale dar ré, se necessário. O que importa é saber aonde você quer chegar e ter traçado um plano de como chegar lá.
Defina também alguma forma de comemorar a cada meta atingida. Permita-se celebrar, pois você saberá que fez por merecer e que, além de estar mais perto do seu objetivo maior, está recebendo os bônus pela disciplina, perseverança e dedicação.

Autores citados: Stuart Diamond (Conquiste o que você quer – Ed. Sextante, 2012) e Mark Murphy (Metas que desafiam – Clio Editora, 2012).

  Categorias:
veja mais artigos

Sobre o Autor

Jeanine Bellini Guedes
Jeanine Bellini Guedes

Coach, educadora e jornalista.

Ver Mais Artigos

Seja o primeiro a comentar. Vamos adorar!

Você pode ser o primeiro a escrever um comentário .

Adicionar um comentário

Deixe uma resposta